Este é um dos momentos em que nada correu bem ou mal mas eu reajo como e algo tivesse corrido mal.

02:16:00


.


Dei-me conta de que sou daquele tipo de pessoas que nasceram para estar sozinhas. 
Quando algo corre bem eu guardo a felicidade para dentro de mim, de forma egoísta, para não ter de a partilhar com ninguém, são pequenos momentos em que me sinto bem e quero fazê-lo sem mais ninguém.
Se algo correr mal, vou deitando estilhaços da minha revolta para aqueles que me são mais próximos e sofro verdadeiramente em silêncio, no meu quarto de porta fechada e phones nos ouvidos com música alta o suficiente para cobrir o barulho existente.
É assim que reajo sempre, em qualquer situação, em qualquer momento. Fico sozinha e, por mais que queira pessoas a meu lado, não consigo lidar com isso, nunca dou grande aproximação, acabo sempre por me recolher no meu canto, crio sempre aquilo que para mim é uma distância segura. 
O problema disto é que me sinto solitária, sozinha com tanta gente à minha volta, necessitando urgentemente de alguém a quem possa desabafar. É por isso que preciso mesmo de ir à psicóloga, preciso de lhe dizer tudo o que sinto desde a última consulta no verão, dizer-lhe que nunca me senti tão deprimida e sozinha sem medo que ela ache que estou a exagerar ou que vá logo dizer aos meus pais porque eu sei que ela nunca faria isso. A psicóloga, a "Minha Doutora", tornou-se muito mais do que aquilo que eu podia imaginar, tornou-se essencial para mim, mesmo que de vez em quando falte às consultas e que já não tenha a motivação para as mesmas como dantes, já que, ela própria me disse que enquanto não for eu a querer essa mudança ela não poderá fazer isso por mim. Eu sei que ela tem razão mas eu não consegui deixar de me desiludir, é como se já não houvesse esperanças para mim porque eu sei que não vou dar esse passo de avançar para uma mudança, não consigo fazer isso por mim. 
Estou tão farta deste impasse! Só quer dormir durante um tempo sem fim...


Beijinhos docinhos**

You Might Also Like

49 comentários

  1. Tens de te abrir mais Kelda*

    r: Oh, que querida :')
    Não, não tenho noção da minha importância na blogosfera, nem nunca vou ter... Eu acho que no fundo todos acabamos por ser importantes neste mundinho, à nossa maneira.
    Não falámos muito porque eu tenho as minhas ausências tu tens as tuas, mas eu ando sempre por aqui, pelo meu mail, eu respondo ao mails mal os vejo, ao contrário dos comentários ihih. E agora o blog tem facebook, podes actualizar-te ou actualizar-me por lá. O que não falta é maneira de a gente se falar agora*
    Já segui de novo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. r: Tens de tratar de criar um face para o blog *.*
      Quanto ao mail, se precisares é só dizer*

      Eliminar
  2. É bom darmos um pouco de nós aos outros!

    r: Muito obrigada pelas tuas palavras!

    ResponderEliminar
  3. Por isso mesmo é que arranjei um Kindle ;)

    ResponderEliminar
  4. Espero que a ida à psicóloga te ajude um pouco! Se precisares falar podes contar comigo. Já estive exactamente no teu lugar! Força querida :)

    ResponderEliminar
  5. Sou um pouco como tu 😐
    NOVO POST http://hashtagwwgu.blogspot.pt/2015/01/wishlist-2015.html

    ResponderEliminar
  6. Pois é, mas não és a única...Se precisares, diz.

    ResponderEliminar
  7. Identifico-me um pouco contigo, tenho sempre muita dificuldade em me abrir com os outros, mas com o passar do tempo isso tem melhorado. Se precisares de algo quero que saibas que podes contar comigo ;)

    ResponderEliminar
  8. tens de tentar aos poucos e poucos começar-te a abrir com as pessoas , estamos todas contigo :)

    r: obrigada querida , já estou melhorzinha ! a minha passagem de ano até foi boa :)

    ResponderEliminar
  9. r: ahah , temos os nossos momentos :)
    vou já seguir o novo link *

    ResponderEliminar
  10. a tua médica tem toda a razão, e se não me engano eu já te tinha dito o mesmo :)

    ResponderEliminar
  11. Muitas vezes fechamo-nos em nós mesmos, tomando a decisão de que não "precisamos" dos outros, de que podemos muito bem sobreviver sem o contacto humano e sabes que mais? Podemos sim. Mas tal como eu disse, sobrevivemos e isso não é maneira de se viver. Tu tens que viver mais, que sentir mais, que te abrir mais, que parar de te recolher em ti mesma. Porque isso não te tirará desse abismo; muito pelo contrário, só te enterrará mais. E a vida é um tesourinho à espera de ser descoberto.
    É tal e qual como a tua psicóloga diz: tu tens de ser a tua principal fonte de motivação.
    Se quiseres desabafar, podes fazê-lo comigo! Basta dizeres :)

    ResponderEliminar
  12. Uma das coisas que aprendi é que não somos ninguém sem os outros. Mas é importante encontrar as pessoas certas para nos abrirmos e partilharmos aquilo que sentimos! :) Espero que te sintas melhor quando desabafares e se precisares de alguma coisa diz querida.
    Beijinhos e Força! *

    ResponderEliminar
  13. Querida acredita que força de vontade é tudo e tu vais conseguir ficar bem. Sempre que precisares fala comigo. Beijinho

    ResponderEliminar
  14. Pode parecer impossível dar esse passo agora, mas um dia vais sentir-te preparada e começar a mudar isso, tens de ter esperança nisso e não não acreditar em ti. Força*

    ResponderEliminar
  15. foi por nunca contar os meus problemas aos outros (porque não os quero chatear com isso, porque não quero que saibam demasiado da minha vida, porque acho que não têm nada a ver com isso...) que criei um blog. aqui, quem quiser ler, lê. quem me quiser ajudar, ajuda. portanto, não tenho de estar a massacrar as pessoas que não me querem ouvir com os meus problemas e posso desabafar à vontade. :) é muito bom termos uma pessoa ou um sítio onde nos podemos abrir, mesmo que seja uma psicóloga ou um blog :)

    r: já me habituei :p

    ResponderEliminar
  16. Também sou um pouco assim, mas já fui pior. Aprendi que "happiness is only real when shared", e agora sinto-me muito melhor. Quanto à parte da tristeza sou como tu. Fecho-me em copas por não querer dar parte fraca, para que as pessoas não pensem que sou frágil.. Mas tenho a certeza de que não nasceste para estares sozinha. E caso queiras desabafar com uma estranha podes falar comigo por mail :b

    ResponderEliminar
  17. r: oh obrigada querida ! Dou tudo pelos meus amigos , mas tenho vindo a reparar que os verdadeiros conto pelos dedos de uma mão mas mais vale poucos e bons do que muitos e fracos/falsos ! :) e eu adorava conhecer-te a ti !

    ResponderEliminar
  18. Não tenhas medo de partilhar os teus momentos bons e menos bons com os outros. Ás vezes precisamos de gritar, de chorar, de desabafar!!! Não tenhas medo de o fazer! Vai existir sempre alguém que te irá dar um abraço, que te irá dizer "Não te preocupes, eu estou aqui!" e que te irá dar festinhas no cabelo. Essa pessoa até pode estar meia escondida, mas ela está lá. Não tenhas medo dos outros e sobretudo não tenhas medo de ti propria

    ResponderEliminar
  19. r: tens aqui informações : http://kaaa-ferreira.blogspot.pt/p/blog-on.html e aqui http://kaaa-ferreira.blogspot.pt/p/informacoes-blog-on.html.
    manda um mail para blog.on@hotmail.com e diz que queres participar no projeto :)

    ResponderEliminar
  20. Identifiquei-me tanto com estas tuas palavras que só consigo suspirar... Acho que não consigo lidar com pessoas, não é que não queira, é só que parece que não fui talhada para isso.

    ResponderEliminar
  21. r: nem mais , logo que podermos respondemos :)

    ResponderEliminar
  22. Oh querida, tenho a certeza de que um dia terás a coragem de dar esse passo. No fundo não estás sozinha, tens sempre alguém ao teu lado, apenas tens de deixar esse alguém se aproximar de ti. Mas faz as coisas a teu tempo, dá os teus passos quando te sentires preparada para tal! Força **

    ResponderEliminar
  23. R: Oh, fico feliz por saber isso! Também tinha saudades de cá vir e visitar cantinhos como o teu! Por enquanto venho cá pelo telemóvel ahah. E sabes que qualquer coisa estou aqui, basta falares comigo :)

    ResponderEliminar
  24. Um passo de cada vez! :)

    r. eu também já fui assim, o mundo dá voltas! :)

    ResponderEliminar
  25. Quando precisares de falar passa pelo meu cantinho :))
    Beijinhos*

    r: Obrigada :))

    ResponderEliminar
  26. Olá , o teu nome foi referenciado num post no meu blog (http://pozinho-de-perlimpimpim.blogspot.pt/2015/01/blog-on-o-livro-projeto-por-as-e.html) passa por lá , é devido ao Livrinho do BLOG ON ! beijinhos :)

    ResponderEliminar
  27. Tenho um TAG ali no meu cantinho ;)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  28. r: Concordo :)
    Não tens de agradecer! Se precisares de desabafar aqui estou eu ^^
    És bonita sim! Tens é de gostar de ti para te aperceberes disso.
    Estarei aqui :3
    Muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  29. sim, é bom, foi o meu exame de código e obrigada :)
    bem, eu sou a favor da ideia que nunca ninguém sabe exatamente aquilo que sentimos, mesmo quando ocorrem situações iguais pois somos todos diferentes e cada um sente a sua dor e à sua maneira. mas há dias bons e dias maus para todos, faz parte da lei da humanidade e temos de aprender a lidar com isso o problema é que temos de estar sempre a aprender porque cada dor tem a sua maneira para ser lidada, beijinho e força :)

    ResponderEliminar
  30. Meu amor, para já quero que saibas (apesar de já saberes, acho eu) que eu estou aqui para o que der e vier. Posso não conhecer—te há tanto tempo como a T e o P, mas sinto que já sei mais de ti do que tu pensas que eu sei. Sabes, podemos ter personalidades completamente diferentes, mas do trio somos as que se dão melhor... apesar de também adorar—mos a M (tu sabes, aquela pessoa que nos de vez em quando renega—mos, porque não se interessa pelos nosso assuntos...) e de ela nos adorar a nós. Eu já li quase todas as tuas publicações (ainda não tive tempo para ler todas, mas como é óbvio vou ler) e identifico—me com todas elas! (Acho que somos mais parecidas na teórica do que na prática... ahahah :D ). Posso nunca GE ter dito pessoalmente, mas acho—te FABULOSA!! E agradeço todos os dias a Deus por ter como amiga :3 . És muito especial e todos te adora—mos! (NUNCA te esqueças disso sff...se não te importares.... ;) ). Espero que está amizade, seja uma daquelas que dura para a VIDA é se sim, que me convides para o teu casamento! Ahahah! Gosto muito de ti (mas como sabes não te podes habituar a este meu lado amoroso.. porque eu continuo a ser a mesma pessoa, fria e muito direta, que tu conheces—te.....Ahahahah.. Adoro—te muito. M&M`s

    ResponderEliminar
  31. Só tu podes saber aquilo que sentes e acredita que um dia podes vir a conhecer alguém com quem tenhas vontade de partilhar as coisas.

    ResponderEliminar
  32. Por muito que precisemos de mudar, é difícil querer isso realmente. Às vezes é preciso cair no fundo do poço para querermos mesmo uma mudança na nossa vida. Procura esse querer, porque ele está lá, dá-te mais. desabafa verdadeiramente com alguém, porque sabe bem. Pode não resolver o teu problema, mas alivia. R: Mal li este post, percebi perfeitamente o porquê de teres dito que o meu post podia ter sido escrito por ti, pois este também podia ser por mim. Qualquer coisa que precises, podes contar comigo.

    ResponderEliminar
  33. pois, fazes bem querida, se nao queres que se saiba entao mais vale assim :)
    e ninguem nasce para ficar sozinho, estas fases passam e tudo vai correr bem!

    ResponderEliminar
  34. r: no blog? chatear-nos com os teus problemas? oh tola, no blog, só lê quem quer ler, só ajuda quem quer ajudar, não tens de te sentir assim ;)

    ResponderEliminar
  35. Great blog! Maybe want follow each other? If yes, just follow me and i follow you back (GFC, Bloglovin, Facebook, Twitter or G+:)
    xoxo
    http://smellofpeony.blogspot.com

    ResponderEliminar

A minha Lista de blogues